English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

BANSHEE - A MENSAGEIRA DA MORTE

Dizem que a qualidade supera a quantidade. Qual a utilidade da quantidade, se seu valor for pífio? Nenhuma, acredito eu! Do que adianta escrever qualquer texto, para qualquer  pessoa? Esse não é o interesse do blog. Respeitamos nossos leitores e somente proporcionaremos o melhor para vocês. Quantidade não é qualidade. Queremos que o leitor, após terminar de ler uma postagem, se sinta diferente, imerso, pensante e acima de tudo com uma delicada expansão cognitiva e de entendimento. Esse é o nosso objetivo. E é isso que faremos. Espero que gostem! 


Há muito tempo, buscava o entendimento de um fato pouco esclarecido que tive conhecimento. Desde que criei o blog não havia encontrado algo sobrenatural condizente com a situação para expor para vocês. Enfim, hoje, tenho algo mais concreto para definir a situação. Quando digo que eles existem, que vivem nas sombras, não digo por dizer. Digo porquê tive algumas experiências que me marcaram. Esse não é um blog para ganhar dinheiro ou fazer fama nas redes sociais. Esse é um blog de esclarecimento, de alerta. Onde todos nós (Editores e Leitores) podemos alertar sobre a verdadeira realidade escondida nas sombras. É nisso que acreditamos, porquê somos livres para acreditar no que quisermos. A nossa verdade não deve ser a sua, você também é livre para duvidar; seja sábio e use isso.

Tudo começou há exatamente 08 anos atrás...

A morte convoca. Ela não é simplesmente um acontecimento impensado. A morte é racional, ela escolhe, convoca, é paciente e caridosa.

Quantas histórias você já deve ter ouvido de pessoas que antes de falecer se despediram de seus entes queridos? Muitos, tenho certeza, não portavam qualquer doença ou síndrome, simplesmente agiram diferentemente, como se soubessem de algo oculto e inconsciente, não é mesmo?. Quantas vezes você já ouviu essa frase? "Nossa, até parecia que ela sabia que iria morrer!".

Isso não é incomum... A morte é bondosa, embora infalível. 

Claro que todos temos a nossa hora. Só que alguns podem reconhecer esse momento e, geralmente, se despedem das pessoas que amam. Isso parece ser permitido por algum tipo de lei. Não digo que deva ser bom morrer. Sei lá como é isso! E o suicídio é para os fracos e ignorantes. 

Todos temos a hora... E muitos são alertados quando ela chega!     

Contudo, alguns conhecem seu destino de uma maneira extremamente diferente e muito assustadora. Acredite! Este é um modo que você jamais irá querer vivenciar, jamais. E é isso que vou relatar agora para vocês.

IMAGINE...

A cidade é pequena, interior de São Paulo. O sol está baixo e delicadamente desenha um entardecer por entre as árvores que balançam com o vento. As portas do comércio central começam a fechar. Com o relojoeiro não seria diferente, delicadamente ele baixa a porta de aço, passa os trincos, os cadeados e efetua a tranca principal. O sol é agradável.

Existe um boato correndo a cidade. Em cidade pequena, onde há fumaça; há fogo. Ele não acreditava, mas temia, embora inconsciente.

Onde há fumaça...

Três pessoas disseram ter visto. Uma destas esteve frente-a-frente ao relojoeiro, jurando com afíncuo a veracidade. "Eu juro que eu vi...Era de verdade. Ela não tinha forma definida, parecia vibrar como o vapor na rodovia em dias quentes. Era de um marrom sujo e fedia muito. Ela gritou muito alto e várias vezes. Havia gente na rua, mas ninguém a via ou ouvia nada. Mas ela estava lá, ao meu lado eu a vi. Juro que vi! Era uma bruxa, ou um monstro do inferno."



Não que duvidava, mas a história era um pouco fantasiosa demais. Embora em cidade pequena o fantasioso nem sempre faz parte de fantasias. O caminho para casa não era longo, em 30 minutos estaria beijando a esposa que vivia eternamente em seu braço tatuado. Havia bastante pessoas na larga rua central, muitas pessoas, talvez seja por isso que ele tenha notado algo que se diferenciava da paisagem. Na esquina, próximo a uma alta e fina placa de "PARE", havia algo. Era estranho, parecia um mendigo. Uma grande túnica com touca cobria seu corpo, ou talvez poderia ser um grande cobertor velho. Era indecifrável. Parecia vibrar, mas tinha consistência. Estava de costas.

O relojoeiro estava perto, até perto demais. Resolveu voltar. Quem não voltaria?

Dizem que algumas serpentes hipnotizam suas presas. Era isso que ele sentia. Haviam pessoas na rua, muitas passavam ao seu lado, ninguém notava aquilo. Era marrom e sujo, muito sujo...

Aos poucos virou-se e então iniciou a caminhada no sentido contrário àquela assustadora visão. Não foram dados mais que dez passos e logo algo agarrou seu braço e o puxou para o lado. Era aquela coisa...Fedia a carne podre. Era uma mulher, uma velha, muito velha. seu rosto estava repleto de feridas. A pele da criatura era muito suja, assim como a vestimenta marrom que usava. Ela gritou em seu ouvido com tanta força que o fez tampá-lo instintivamente com as mãos. E assim ficou, com os olhos fechados e as mãos nas orelhas. Até seu caridoso amigo sapateiro pergunta-lhe assustadamente o que estava havendo.

Após dois meses, o relojoeiro estava morto, assim como as outras três pessoas que viram tal criatura.

Verdade, ou não, foi assim que conheci a história pelo próprio relojoeiro.

Obs: As pessoas e profissões foram modificadas por motivos pessoais.

-------

Após muitas pesquisas cheguei a conclusão de qual criatura havia deparado com meu confidente.

Restando ainda poucas dúvidas em minha mente, hoje posso dizer, com quase certeza que meu amigo viu de frente um ser conhecido pelos séculos como:

BANSHEE - A Mensageira da Morte



Muito conhecida também como "Banshee - A Fada da Morte". Na verdade a tradução se confunde entre os termos. Banshee é um ser mítico derivado da civilização Celta que representava a "Deusa da Guerra e da Morte". Era ela quem mostrava aos guerreiros que a hora da morte havia chegado. Também através de seus gritos indicava a quantidade de soldados que seriam perdidos no campo de batalha.

O interessante é que essa criatura não parou por aí. Existem registros de aparições em diversas partes do mundo, inclusive no Brasil, e o pior; em épocas distintas e geralmente são confundidas com bruxas ou espíritos. Porém foi na Europa onde teve maior atuação e destaque. Existem casos de anúncios de mortes famosos como em 1437, uma banshee se aproximou do rei James I da Escócia e profetizou o assassinato do rei por instigação do Conde de Atholl. Há variados registros de Banshees que atendiam as grandes casas da Irlanda e Escócia durante o século XV e XVI.

Nestes relatos irlandeses e escoceses é esclarecido assustadoramente que o grito das Banshees, durante o anúncio de morte, eram tão alto e agudo  que os vidros eram esfarelados a pó.




Existe a teoria de que as Banshees são fadas obscuras, que tem o objetivo de anunciar a morte. A literatura Irlandesa antiga define esses seres como, demônios impiedosos portadores do destino humano. É declarado, segundo os antigos textos, que se você se deparar com uma Banshee, não haverá remediação e em pouco tempo estará morto.

Ainda segundo a mitologia Celta, essa criatura pode aparecer com características diferentes, às vezes como uma criança de olhos negros, ora como uma bela jovem com a pele muito pálida, ou a pior de todas; uma velha toda repleta de feridas, fétida e asquerosa. Essa tríplice fisionomia iguala-se com a da Deusa Celta da Guerra e da Morte, cujos nomes respectivamente são: Badhbh, Macha e Mor-Rioghain.



Com o passar dos anos, houve uma certa modificação quanto aos métodos e locais das aparições, contudo nunca com as fisionomias. Elas permanecem até hoje.

A maioria dos contatos contemporâneos, se dão, quase que igualmente ao do relojoeiro contado acima. Na maioria das vezes dizem que as Banshees são encontradas em locais incomuns em cidades pequenas (Parques, Fontes, Chácaras abandonadas, Lagos, represas e até mesmo em poças d'água na rua), lavando as roupas sujas de sangue de suas vítimas. Outro astuto aspecto da criatura é que ela não pode ser vista por todos. Ela escolhe quem a verá. Portanto se você a ver lavando roupas na rua na porta de sua casa: NÃO É VOCÊ QUE A ESTÁ OBSERVANDO, ELA OBSERVA VOCÊ!



Existem relatos de que, após escolher suas vítimas, a Banshee se aproxima e começa a gritar assustadoramente. Cada grito equivale ao tempo que a pessoa terá de vida, porém essa quantidade de tempo ainda não possui uma equivalência entre dias, meses ou anos.

Não existe nada que possa espantar essa criatura...Minha pesquisa ainda não foi capaz de encontrar nada...

Não seja idiota e confunda esse ser com algum morador de rua. Eu verdadeiramente nunca vi essa criatura. A única prova que tenho é o relato de um velho amigo. Vou confiar nele e continuar acreditando.

Pois todos sabemos:

Onde há fumaça...







14 comentários:

  1. Que texto hein irmão. Vc é o cara Sempre excelente. Longe dessa bruxa aí.

    ResponderExcluir
  2. não canso de comentar o qt eu gosto desse site! parabénssss ;D

    ResponderExcluir
  3. Muito legal! Espero não ver essa bruxa tão cedo...
    Ou melhor, espero que ela não me veja e.e

    ResponderExcluir
  4. Caramba, que loucura!

    Fiquei arrepiado aqui hehehe

    Excelente texto.

    ResponderExcluir
  5. Site perfeito para a distração quando você está no trabalho sem fazer nada. Sempre leio e as horas passam voando. *-*

    ResponderExcluir
  6. Uma criatura bizarra, mas é só mais uma que faz parte de nosso mundo...um dos muitos segredos ocultos.

    E é muito triste saber quem foi o Relojoeiro...sinto muito J Victor.

    ResponderExcluir
  7. "Uma criança de olhos negros" me lembra daquela creppy '-'
    Otimo post *w*

    ResponderExcluir
  8. CREDITO MUITO NISSO ,PORQUE A PESSOAS QUE REALMENTE PARECEM SABER DA HORA DA SUA MORTE,EM MINHA CIDADE A MUITO DESSES RELATOS.

    ResponderExcluir
  9. é assustador não saber oq nos espera depois da morte, não ficaria nem um pouco feliz em ver uma bruxa gritando no meu ouvido, acho q eu acabaria me cagando e tacando a bosta nela :-S

    ResponderExcluir
  10. Certo, essa eu tenho q assumir q fiquei com medo!!!

    ResponderExcluir
  11. É que faltou pesquisar sobre Jesus, fica a dica.
    Ok, valeu.

    ResponderExcluir
  12. Eu gostei... E tive um pouco de medo kkk... Mas ali você fala que nada pode espanta-la , e... Uma kitsune? Kitsune são fortes, inteligentes e possuem vaaarios poderes... Possessão, Geram fogo dá boca e dá cauda, podem causar ilusões e outros... E também a cada 100 anos ela recebe uma calda e fica muito mais forte o que você acha? Ela pode derrotar uma Banshee? eu acho que sim!

    ResponderExcluir
  13. Acredito que tive um contato similar ao caso, infelizmente sempre escuto meus parentes me chamando antes de sua morte, no caso da banshee ainda tenho dúvida se ja a vi por ter uma fisionomia diferente, no caso já vi e ainda vejo uma velha mulher de rosto mutilado e de vestimentas brancas, seu rosto amargurado... hoje vendo este conteúdo me preocupo com o meu caso haha pois antes nada me atrapalhava

    ResponderExcluir