English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

PANMUNJOM - UM DOS LUGARES MAIS ASSUSTADORES DO PLANETA

Olá amantes do terror, como vão?

Espero que ótimos!

Você já ouviu falar de ponto-gatilho ou local-estopim? Essas são as definições usadas por poucos historiadores para tratarem de locais onde surgiram ações e reações agitadoras ou flageladoras do ambiente social vigente.

Exemplificando: O estopim da primeira guerra mundial foi o assassinato de Francisco Ferdinando, príncipe do império austro-húngaro, durante sua visita a Saravejo (Bósnia-Herzegovina). As investigações levaram ao criminoso, um jovem integrante de um grupo Sérvio chamado mão-negra. Claro que tudo isso nós sabemos. O fato a destacar é que a morte do príncipe foi o estopim da grande guerra e claramente o local-estopim ou ponto-gatilho foi a cidade de Saravejo que na época vivia suas contradições e adversidades políticas e culturais. Sendo este o ponto de estudo dos historiadores e antropólogos.

O que você talvez não saiba é que existe um local assim que divide as duas coreias. Um pequeno vilarejo localizado numa região desmilitarizada chamado : Panmunjon. Alí, uma pequena e singela demarcação de concreto no chão separa os dois países, enquanto guardas de ambas as nações encaram-se 24 horas por dia. Um lugar tão perigoso que para ser visitado deve-se assinar um termo que consta a seguinte frase :  "A visita à área de segurança conjunta em Panmunjom implicará a entrada em área hostil e a possibilidade de ferimentos ou morte".  Clique em Quero Mais logo abaixo para entender a história do local e ver algumas fotos.



Bom, para entender o porque deste local existir temos que conhecer um pouco da história. Tudo como sempre foi culpa do Hitler! Brincadeira! Ele tem uma participação minima nesta história. 

Simplificando (e muito), a culpa inicial é dos japoneses que em (1904-1905) derrotaram a Rússia Imperial e tornaram toda a Coreia como parte de seu território. Após conquistar o território, os japoneses forçaram os coreanos a seguir sua cultura e até mesmo quem nascesse na Coreia tinha que possuir nome nipônico. Toda cultura coreana deveria ser esquecida e apagada da história. Olha o que esses caras tentaram fazer com um povo!

Com o passar do tempo, como todos sabemos: o Japão entrou na segunda guerra junto com a Alemanha (Olha a culpa do Hitler aqui!) e perderam. Duas bombas atômicas explodiram em seu território matando milhares de pessoas (Sabem o que é pior? 25% delas eram coreanas - porquê os japoneses usaram milhares delas como soldados para defender seu país). Pouco antes da rendição japonesa, os Russos já haviam ocupado o norte da Coreia limitando-se até o paralelo 38 (Esse paralelo divide a península coreana aproximadamente no meio) e aguardavam os americanos ocuparem o sul, fato que ocorreu com atraso (Fica claro que eles não estavam ali por acaso, já estava decidido um ano antes do final da guerra que a Coreia seria libertada do domínio japonês).



Os americanos correram para conquistar a capital coreana e impor sua influência ao sul, desta mesma maneira agiram os russos no norte. Então, sem qualquer consulta popular, os aliados decidiram dividir as duas coreias que agora seria administrada por uma comissão Americano-Soviética. Claro que isso não daria certo, não é?

As influências das duas potências eram absolutamente divergentes e aos poucos a Coreia foi se dividindo ainda mais. Quando a Coreia do Sul realizou sua primeira eleição após revoltas populares o circo realmente pegou fogo e não tardou para a Coreia do Norte realizar uma também. Pronto! A unificação estava cada vez mais distante.

Em 1948 os russos deixaram o país conforme tratado e os americanos deixaram no ano seguinte, mas as influências continuaram. Os russos armaram o norte até os dentes e partiram. Os americanos não fizeram o mesmo, deixando o sul despreparado. 

Os conflitos fronteiriços, que já eram constantes, intensificaram-se com o tempo. Não tardou (1950), o exército da Coreia do Sul invadiu um vilarejo ao norte ultrapassando o paralelo 38. O Norte respondeu 10.000 vezes pior e disse que iria dominar todo território e purificar aquele sagrado solo do lixo capitalista. E rapidamente a Coreia do Norte dominou quase toda a Coreia do Sul. Havia um porém; como os russos esclareceram que não participariam do combate à ONU, os americanos e Ingleses aproveitaram a deixa e adentraram sem laços nos pés. As nações unidas apoiaram o ataque à Coreia do Norte dizendo ser contrário à invasão por parte do exército do norte.

Aos poucos o exército norte coreano começou a recuar. Os aliados afirmavam que levariam o inimigo até o paralelo 38, finalizando o conflito ali. Mas...chegando lá. Sabem o que fizeram? Continuaram. Agora eles eram os dominadores. Então a China comprou a briga e enviou seu exército. Os russos afirmavam que não iriam participar do conflito, mas enviavam maciços ataques aéreos na moita. Agora os aliados estavam perdendo novamente. Com o passar dos tempos os poderios se equipararam e a guerra pouco progredia. Adivinha próximo de onde terminou? Paralelo 38. Era melhor nem ter começado!



Finalmente chegamos onde queríamos: Deste modo surge o vilarejo de Panmunjom. Um local desmilitarizado onde as nações em guerra poderiam se encontrar para tratar e assinar tratados visando a paz . Em 1953 foi decretado um armistício e neste local foi assinado um cessar-fogo entre as duas nações. O local é usado até hoje com esse objetivo.

Panmunjom é a história viva do povo coreano. Só que o local é assustador. Os caminhos que levam até ele são cercados de torres de observação e barricadas. Ali não existem muros, apenas uma linha separam os soldados. Facilmente algo pode acontecer, por isso o local é considerado um ponto-gatilho de fragilidade extrema. Quando falamos de gatilho, queremos dizer um imenso gatilho. Vocês notaram que quando se trata de Coreia. Não se trata de uma nação somente. Várias se envolvem e sim poderia tornar-se um conflito continental e até mesmo mundial, portanto; Tenha Medo !

Abaixo alguns vídeos e diversas fotos do local. Espero que gostem!     
    




















DMZ - MAQUETE












Esse primeiro vídeo mostra bem o que acontece quando se ultrapassa os limites estabelecidos!










Veja um pouco da Coreia do Norte. É muito interessante, principalmente os olhares da população.








4 comentários:

  1. gostei muito do post

    ResponderExcluir
  2. Esse é o reflexo da guerra fria cara - assustador muito..

    ResponderExcluir
  3. Definitivamente, aqui terror é cultura!!!

    ResponderExcluir
  4. "Como sempre tudo é culpa do Hitler! Brincadeira!" kkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir