English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

O CASO ELISA LAM, MISTÉRIO SEM SOLUÇÃO

Olá leitores do QUERO MEDO, faz um certo tempo que quero trazer esse post. Vou falar sobre uma garota chamada Elisa Lam, um caso intrigante que é difícil achar uma resolução lógica para o caso.

Elisa Lam era uma estudante de 21 anos, ela morava em Los Angeles no hotel Cecil Hotel’s, ela foi encontrada morta na caixa d'água do local, a causa da morte foi definida como "morte acidental por afogamento", mas oquê intriga no caso? Simplesmente um vídeo que mostra a garota minutos antes de sua morte, ela está assustada e o elevador dá mal funcionamento de forma assustadora, e ela tem uma reação macabra movimentando as mãos de uma forma aterrorizante.

Veja o vídeo:




Após o ocorrido ela de alguma forma chegou ao terraço, onde se afogou. Tentando explicar o ocorrido muito foi falado sobre ela estar sobre domínio de drogas, mas em sua autópsia foi constatado que ela não usou drogas nem ingeriu bebidas alcoólicas. Até aqui já podemos ver que o caso da morte dessa garota é algo totalmente bizarro, o detalhe é que não para por ai.

O caso de Elisa Lam pode ter sido o fato mais macabro do Cecil Hotel, porém não foi o único. construído em 1920, o edifício foi feito voltado para empresários e pessoas bem sucedidas, mas o tempo passou e a construção de outros hotéis melhores acabaram com a demanda do lugar, que precisou baixar os preços consideravelmente. Então o nível do público foi baixando, e com o tempo muitas pessoas com problemas financeiros e até serial killers chegaram a se hospedar lá, de lá pra cá muitos homicídios e suicídios aconteceram no local.




Na imagem a cima pode se perceber o quanto era difícil o acesso (pelo menos para a maioria das pessoas), além de que a porta de acesso ao terraço (onde se encontram as caixas d'água) tem um alarme de segurança que não ativou. Daqui há 4 dias irá fazer um ano do ocorrido e o mistério continua...oquê será que ocorreu com essa garota?

Aqui vão mais alguns casos do Cecil Hotel (peguei de um site internacional, a tradução não está perfeita): O primeiro mistério de assassinato ocorreu em 1947 com a descoberta do corpo mutilado de Elizabeth Short aka the Black Dahlia . Shorts corpo foi encontrado cerca de 8 quarteirões do Cecil onde ela frequentava. O corpo dela foi cortado na cintura e completamente sem sangue. Os cantos de sua boca foram esculpidos para seus ouvidos. A próxima morte ocorreu em 1954, com Helen Gu que saltou de seu 7 º andar janela para marquês do hotel abaixo. Em 1962, Julia Moore saltou de seu 8 º andar, nenhuma nota de suicídio, apenas uma passagem de ônibus e um livro de banco com $ 1800. Poucos meses depois, Pauline Otton que estava discutindo com seu ex-marido, de repente saltou do 9 º andar janela depois que o marido saiu para comer alguma coisa. Em 1964 Goldie Osgood foi encontrado em seu quarto esfaqueado, estrangulado e estuprado. O Nightstalker Richard Ramirez chamado Cecil sua casa. Em 1984 ele matou 9 anos Mei Leung e deixou seu corpo no porão da Cecil Hotel. O Nightstalker passou a assassinar 14 vítimas antes de sua captura. Em 1991, o assassino condenado virou celebridade, Jack Untergewer fiquei no Cecil, sob o pretexto de pesquisar distrito da luz vermelha de Los Angeles para um livro que estava escrevendo. Durante a sua estada, ele secretamente atraído prostitutas para o seu quarto, dizendo-lhes para usar a escada de incêndio. Ele estrangulou Irene Rodriguez, Sherri Ann e Shannon Exely com seus sutiãs então eliminados os corpos no beco. Além desses casos outras 20 mortes foram relatadas no Cecil Hotel.


O caso é muito bizarro, ver-la no vídeo morrendo de medo, e olhando em volta como se procurasse alguém (ou algo) chega a assustar. Alguns dizem ser uma possessão ou algo do tipo, talvez alguns espírito ruim ou até um demônio tenha se conectado ao local e vem fazendo isso ao longo dos anos..Bem isso é difícil saber, mas e você? Oquê acha? Deixe seu comentário sobre esse mistério intrigante.




10 comentários:

  1. Parece que ela está sob o efeito de algum veneno(um daqueles que não são detectados) no vídeo enquanto é perseguida. Acho que ela foi ao terraço numa tentativa falha de fugir, o veneno fez efeito, ela desmaiou, e a pessoa que a perseguia jogou o corpo dentro da caixa d'água. Só minha teoria. shuahuas
    Acabei assistindo o filme "Água Negra" por influência desse caso e é impossível não relacioná-lo com o filme.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Interessante sua teoria, e para fazer isso foi alguém bem profissional. Conseguiu o tal veneno, driblou as câmeras e impediu que o alarma tivesse sido ativado. Seria mais um serial killer do Cecil Hotel? Se for esse cara é um daqueles dos filmes que fazem coisas impossíveis haha. Ouvi falar que a história dela é parecida com a do filme, agora imagine se foi mesmo um assassino que se inspirou no longa para cometer o assassinato?

      Melhor eu parar por aqui, a cada teoria fico mais vidrado nesse caso kkkk

      Excluir
  2. Parece que ela tava conjurando uma magia

    ResponderExcluir
  3. Eu acho que ela podia estar tendo algum mal estar ou estar possuída na hora dos movimentos das mãos.É muito assustador!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O datlhe é que tipo de mal estar causa aquilo (seja lá oque for)

      Excluir
  4. Parece que ela está sendo possuida por algum demônio e seguisa por algum espírito

    ResponderExcluir
  5. parece que desde de que o lugar foi construido e lar de alguma ceita macabra

    ResponderExcluir
  6. O que eu certamente acho ?
    Na minha opinião, acho que ninguém em sã consciência vai querer morar lá, porque né...

    ResponderExcluir
  7. Putz, quer dizer que o caso de Elizabeth Short, a Dália Negra, é verídico?? Quem assistiu a primeira temporada de American Horror Story deve se lembrar que a série oferece uma versão para o que teria acontecido com essa jovem aspirante a atriz.

    ResponderExcluir
  8. na minha opinião parece que ela estava conversando, pq ela gesticulava muito, como se tivesse sei lá implorando.

    ResponderExcluir