English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

HABITANTES DE UM VILAREJO DESAPARECEM MISTERIOSAMENTE - MISTÉRIO DE ANJIKUNI

Olá amantes do terror, como vão? Espero que ótimos!



Você sabia que no mundo desaparecem por ano mais de 600.000 pessoas? E só no Brasil são mais 180.000 desaparecidos por ano? Aproximadamente 80% destes casos são solucionados, mas e o restante? Você já parou para pensar aonde estão o restante destas pessoas?

Não seria incoerente não haver indagações? E porque elas não existem? Já reparou que essa situação nos é apresentada como normalidade pelos governos e as sociedades alienadas. Pouca importância é direcionada e se não houvesse uma atitude familiar das vítimas, pouco ou quase nada seria feito, não concordam?

Mas porque?  Porque nada é feito? Provavelmente pelo fato de não quererem que saibamos a verdade!

E qual seria a verdade? 
As sombras existem!             QUERO MEDO É CULTURA! clique

Vejam o que ocorreu em um vilarejo esquimó no Canadá em 1930. É assustador!

A história a seguir relata como todos os habitantes de um vilarejo esquimó no Canadá desapareceram misteriosamente, da noite para o dia sem deixar vestígios.

Muitos são os relatos de desaparecimentos em massa sem explicações por todo o mundo , contudo este se destaca pelas informações documentadas na época. Esse caso assemelha-se muito com o caso CROATOAN que você pode ver clicando AQUI (uma outra postagem exclusiva do Quero Medo para vocês).

Tudo se inicia em 1930, quando Joe Labelle, um caçador, ao aproximar-se do vilarejo esquimó Anjikuni (nome de lago canadense próximo) que frequentava com regularidade notou que havia algo muito diferente...

Havia o silêncio...


Quanto mais se aproximava, mais notório tornava-se o silêncio reinante e sepulcral. Tudo estava muito estranho, pois aquele era um vilarejo imenso com aproximadamente 300 esquimós. Os sons, os ruídos as risadas das crianças eram constantes, mas não hoje, neste dia era o silêncio quem gritava dominante.

Ao entrar na vila, Joe procurou pelas pessoas e mercantes com qual realizava algumas trocas em seus ingus, mas nada encontrou, tudo estava em ordem, havia mantimentos, ferramentas, vestimentas, contudo não haviam pessoas. Nem mesmo os rotineiros latidos dos cães, não havia nada vivo ali.  

Entendendo a situação desesperadora, Joe correu para o telégrafo local e mandou uma mensagem de socorro para as autoridades. Muitas horas depois a Real Polícia Montada do Canadá chegava ao vilarejo para tentar descobrir o motivo desse desparecimento em massa.


Então iniciaram-se as investigações que aos poucos esclareceria ao mundo um novo mistério. Toda a situação era confusa. Não havia qualquer sinal de violência, invasão ou luta. Não havia sangue em qualquer parte, corpos e muito menos feridos, mas tudo que não era vivo continuava lá. Para complicar ainda mais a situação, os cães do vilarejo foram encontrados mortos sob grossa camada de neve, provavelmente haviam morrido de fome. Se a confusão já não fosse muita, os policiais canadenses em investigação pelo cemitério local, notaram que todos os túmulos do cemitério local haviam sido mexidos e todos os restos mortais dos falecidos haviam sumido.


A locomoção no local sem cães e trenós eram impossíveis, não haveria maneiras dos esquimós se locomoverem ainda mais nessa quantidade de pessoas, contudo lá estavam os cães mortos e os trenós cobertos de neve que não foram utilizados. Sem dúvida eles não poderiam ter saído concordaram os policiais.

O que mais intrigava era a profanação dos túmulos, tal ato é abominável dentro da cultura esquimó e não existe memórias de que isso já tenha sido realizado, além do que a camada de gelo estava muito dura para que fossem abertos por mãos humanas, sem os equipamentos necessários; que por sinal os esquimós não possuíam.  


O caso acabou sem solução, tendo como maior aprovação a idéia de abandono por parte dos esquimós, mesmo que todas as probabilidades e evidências provassem o contrário. Aquele povo, com aproximadamente 300 pessoas jamais foi visto novamente e o inquérito arquivado. Como já dito no inicio desta postagem: eles não querem mostrar e você não sabe ver, mas a verdade é bem clara; basta saber analisar.

Este é um dos maiores mistérios já ocorridos no mundo, noticiado e com testemunhas. Um mistério que nos faz pensar: O que ou quem teria levado aquele povo? Porque houve as violações dos túmulos? Qual o motivo para abandonar os cães e os trenós e partirem sem qualquer condução? Porque partiriam sem suprimentos? Ou melhor, qual o motivo de partirem? 

Acho mais prudente essa pergunta:      Eles são os únicos?


                                                                    Não!


8 comentários:

  1. Primeira a comentar.... Ótimo texto maravilhoso. Amei história pesquisando sobre abraços e continuem assim!

    ResponderExcluir
  2. Ameiiiii...Vim do Face. Viva o QUERO MEDO show de postagem .. espero que minha cidade suma tbm. bjs

    ResponderExcluir
  3. Sim, relacionei na hora com o caso de Croatoan, neste primeiro pensei que fosse tudo fruto de algum ritual, mas no site que vi haviam poucos detalhes. Agora considero ambos os casos enigmáticos e o que mais me chamou atenção foi a violação dos túmulos :s Ótima postagem.

    ResponderExcluir
  4. Ótimapostagem . O melhor de tudo é easter egg. Amei isso só no quero medo!

    ResponderExcluir
  5. Realmente o título já lembra o Croatoan, eu diria que há ligação entre os dois casos mas essa história de violação de túmulos deixou tudo mais intrigante. E isso que me faz amar os mistérios, só me deixa chateado é que as pessoas não aceitam nada desse tipo. "Eles não querem mostrar e você não sabe ver, mas a verdade é bem clara" essa frase diz tudo.

    ResponderExcluir
  6. Cara eu li isso ontem e fui obrigado a ler novamente hoje muito interessante,o pior e q e bem paressido com o croatam isso me estigou ,parabéns pela postagem

    ResponderExcluir
  7. Passou um episódio sobre eles na série Sleepy Hollow,lá era o cavaleiro da peste que amaldiçoou o povo.Legal a publicação.Bom demais esse site.Um dos mais completos que encontrei até agora.

    ResponderExcluir
  8. @Maria Carla - que bom que conseguiu ser a primeira, notamos que ultimamente tem havido uma competição por isso. Obrigado pela atenção e apoio. volte sempre que quiser abraços.

    @Carlinha - Obrigado pelas visitas e comentários. sua cidade deve ser horrível. Abraços e volte sempre.

    @Sue Nagano - Sempre bom ler seus comentários, obrigado pela presença e participação! Realmente a violação dos túmulos torna a história muito mais enigmática, assim como os trenós e os cães. Obrigado pela visita e volte sempre que quiser.

    @Nickolas - Grande Nickolas seus comentários são essenciais e complementam a postagem obrigado sempre. abraços!

    @André - Olá André, primeiramente muito obrigado pelas visitas e comentários. Ficamos felizes em atiçar a sua curiosidade e nosso texto ser importante para você. Abraços e volte sempre!

    @Luis XV - Obrigado pela visita, comentário e dica. que bom que gostou do blog, volte sempre que quiser . Abraços.

    ResponderExcluir